Cultura

Casos de Minas

Senac
  • Logo Senac Minas
  • Hotel Grogotó
  •  

Artista Plástica

Dona Mercedes era uma artista plástica, vivia na estica, só andava com gente rica, mas era pobre de espírito.


Segundo a língua do povo, que é a voz de Deus era uma verdadeira bis, isso já era de família, diziam até:
- era HH (Agá duplo) herança herdada, pois desde a sua tataravó já era safada.


Diziam que seu pai deveria ser metade da Jaguariúna, pois todo mundo já tinha provado daquela sopa.


Dona Mercedes contava suas façanhas com o maior orgulho, com quantos homens tinha saído aquela noite, quem tinha sido o mais tarado, ou o mais importante, era portanto uma mulher da vida social agitada.


Uma vez ela contou que estava com um político influente na cidade, e depois de um telefonema urgente recebido pelo político, eles precisavam sair correndo de lá. Senão o bicho ia pegar.


Dona Mercedes, disse:
- Algum desafeto político?
- antes fosse, dava pra contornar.
- não, só coisa do oficio.
- sua mulher? Aquela desgraçada.
- não fale besteira.


Então o político foi dar uma chuveirada para se lavar e refrescar, enquanto ela foi até o bidê se lavar também.
Ela deu um berro:
- socorro,socorro.


O político quase deu uma mugangada na sua oreia; para com essa gritaria mulher disse ele. Na mesma hora analisando a situação ele ligou para um médico de sua confiança, mas de uma cidade vizinha pra coisa no tomar rumo diferente dizendo que a dona Mercedes era sua amiga e precisava de ajuda.


Chegando lá dona Mercedes disse:
- Bom dia, doutor!
- Bom dia, vamos sentar minha filha.
- Não posso doutor, brigado.
- O que a senhora tem?
- Uma queimação doida.
- Vamos ver os sinais e sintomas.
- Deite-se aqui.
- Carece não doutor.
- Preciso fazer um exame de toque minha filha.
- Desculpa doutor, mas não dá não.
- Acho que o senhor não entendeu.
- Vou ver se consigo explicar.
- É difícil, mas vou tentar.
- Fique a vontade minha senhora, pode falar tudinho, tudinho.
- Me perdoe, mas vou direto ao assunto, assim na bucha mesmo, pode?
- Pois não.
- É que quando eu fui lavar a mesa...
- Que mesa, minha senhora?
- Ora a mesa, doutor.
- Vou explicar.


Eu saí com seu amigo, ele teve um contra tempo enquanto ele tomava banho, eu fui me lavar no bidê. Daí a água estava quente, pelando na verdade, acho que assou tudo lá embaixo na mesa, pois tentei mijar a minha "mesa" pegava fogo. Oh minha filha analisando melhor a situação, agora você vai precisar ficar uns dias sem sair de casa; meu conselho é que você fique em de resguardo.


Resguardo???
Eu??

Enviar link