Cultura

Culinária

Senac
  • Logo Senac Minas
  •  
  • Hotel Grogotó

Bambá do garimpo

Ingredientes
1 maço de couve
1 kg de costelinha de porco
150 g de feijão carioca
1 colher de gordura de porco
1 cebola roxa
4 dentes de alho
1 colher de sobremesa de corante
1 pimentão
Sal e cheiro verde


Modo de Preparo
1 - Cozinhar o feijão com o corante
2 - Bater o feijão no liquidificador
3 - Temperar a costelinha
4 - Fritar a costelinha e depois cozinhar por 25 minutos
5 - Refogar o feijão na gordura de porco, com sal, alho, cebola, pimentão e cheiro verde
6 - Acrescentar a costelinha e deixar ferver
7 - Cortar a couve bem fininha, juntando-a ao feijão e fervendo tudo por mais 2 minutos


Tempo de Preparo
01 hora e 30 minutos


Dica

Servir com angu e arroz, acompanhado de uma boa cachaça mineira.


Rendimento

04 porções

 

Bambá surgiu no garimpo diamantinense
(Texto de Vanessa de Oliveira)

Na região de Diamantina, a culinária entrelaça a sua história com a do garimpo que, durante a época do império, atraiu muita gente em busca de fortuna. A labuta na extração exigia preparo físico e alimentação forte. Que o diga o Chef de Cozinha Vandeca, 43 anos, da Pousada do Garimpo. Nascido em São João da Chapada, distrito de Diamantina, ele começou a trabalhar muito cedo, aos 13 anos, acompanhando o pai, que era garimpeiro. '...Nas empreitadas aprendi a cozinhar porque era uma forma de ajudar no sustento da família. Ainda adolescente, cheguei a preparar comida para mais de 200 homens no garimpo'.

 

Aproveitando os ingredientes de que dispunha - já era costume nos acampamentos a criação de porcos e o cultivo da horta - Vandeca criou um prato que há 25 anos é sucesso na região: o Bambá do Garimpo. 'Tinha de ser algo nutritivo, que desse energia aos trabalhadores. Por isso, a base do bambá é o feijão, acompanhado de costelinha, gordura de porco e couve'.

Enviar link