Cultura

Entrevistas

Senac
  • Logo Senac Minas
  • Hotel Grogotó
  •  

Tiago Lacerda - Janeiro 2014

  • Belo Horizonte - Secretário de Turismo e Esporte Tiago Lacerda - Carlos Alberto/Imprensa MG

Em clima de Copa do Mundo, o Descubraminas recebe 2014. Para nos ajudar nessa tarefa, conversamos com o Secretário de Estado de Turismo e Esportes, Tiago Lacerda, que nos falou sobre as estratégias do Estado para sediar o Mundial, investimentos no turismo em Minas, culinária e hospitalidade mineiras. Confira!


"A hospitalidade é uma das características mais conhecidas do povo mineiro no País."


Por Roberta Almeida

Descubraminas - Há uma expectativa de que 600 mil turistas venham ao Brasil para a Copa do Mundo da FIFA de 2014. Quais são as principais estratégias para receber bem o turista durante o evento em Minas Gerais?

Tiago Lacerda -
A hospitalidade é uma das características mais conhecidas do povo mineiro no País. Ao desembarcar em Confins, o visitante vai receber informações no CAT (Centro de Apoio ao Turista) a ser instalado no aeroporto. Também está previsto um guia bilíngue com todas as informações sobre a realização da Copa em nosso Estado. Atualmente estamos capacitando profissionais de diversas áreas, como efetivo da Polícia Militar e hotelaria, com cursos de idiomas para que o turista não tenha problema de comunicação.

Nossas cidades históricas e nossa rica gastronomia recebem destaque especial em promoções pontuais que estão em andamento, como as press-trips com jornalistas estrangeiros, por exemplo. Um dos momentos mais produtivos que tivemos nos últimos meses foi o Sorteio Final da FIFA, realizado na Costa do Sauípe (BA), com presença de milhares de jornalistas do mundo todo. Na ocasião, o estande de Minas Gerais foi um dos mais procurados pela imprensa nacional e estrangeira.

O governador Antonio Anastasia e o prefeito Marcio Lacerda, por exemplo, deram inúmeras entrevistas com enfoque na promoção de nosso Estado e capital. Após o evento, jornalistas argentinos foram os que mais procuraram nossa assessoria de comunicação. Isso porque a Argentina escolheu Belo Horizonte como sede do Mundial.


DM - Para os atrativos como Ouro Preto e Inhotim, que já recebem um maior número de turistas internacionais, quais ações estão em andamento?

TL - O papel do Estado é o de promover nossos atrativos turísticos. Ouro Preto e Inhotim fazem sim parte do roteiro que indicamos e promovemos junto aos parceiros do Estado na realização do evento. Além desses dois destinos, pretendemos priorizar a preparação turística do entorno da cidade-sede, dentro do raio de 100 a 150 km ao redor de Belo Horizonte, e enfatizar o fato de Minas Gerais concentrar 60% do Patrimônio Histórico e Cultural de Minas. As cidades históricas são os cartões-postais mais famosos do Estado, são locais já acostumados a receber um volume muito grande de turistas, inclusive turistas estrangeiros. Por isso, a ideia é potencializar essa vocação para que esses destinos ajudem a atrair turistas para outros locais belíssimos em Minas, mas talvez menos conhecidos, como a Serra do Cipó, por exemplo. Já estamos também incentivando o turismo no interior de Minas, uma vez que existem pesquisas apontando que o visitante se desloca para outras cidades-sede, mesmo sendo distantes, em busca de boas opções de turismo. Há ainda a formação de ‘agentes de informação turística' e guias de turismo, que são fundamentais para que os torcedores-turistas se sintam bem recebidos em Minas.


Neste ano, por exemplo, foram realizados os seguintes cursos:

• Formatação de Roteiros Turísticos em Sete Lagoas.

• Qualidade no Atendimento ao Turista para Taxista em Lagoa Santa.

• Agente de Informações Turísticas com Inglês e Espanhol Aplicado aos Serviços Turísticos em Belo Horizonte, Nova Lima, Sabará, Ouro Preto, Brumadinho, São João del-Rei, Tiradentes, Lagoa Santa, Sete Lagoas, Cordisburgo, Pedro Leopoldo e Diamantina.


Cursos que estão em andamento:

• Técnico de Guia de Turismo em Belo Horizonte

• Inglês Aplicado aos Serviços Turísticos para 1.000 servidores públicos da Polícia Militar, Civil, Defesa Civil e Corpo de Bombeiros.

• Português para Turismo e Hospitalidade para 240 alunos do Plug Minas.

• Qualidade no Atendimento ao Turista Estrangeiro para 240 alunos do Plug Minas.

Vamos ainda potencializar a gastronomia mineira. Nossa culinária foi a grande estrela homenageada do XI Congresso Internacional Gastronômico Madrid Fusión, realizado entre os dias 21 e 23 de janeiro de 2013. O evento, realizado todos os anos na capital espanhola, é considerado o "Oscar da Gastronomia". Foi a primeira vez que um Estado foi escolhido para ser homenageado. Desde 2002, quando o congresso foi criado, apenas países - México, Peru, Coreia do Sul, Austrália e Singapura - tinham recebido a homenagem. Devido ao sucesso do evento espanhol, o Governo de Minas promoveu nos dias 15 e 16 de março do mesmo ano o 1º Salão da Gastronomia Mineira, realizado no Minascentro.

O objetivo ao replicar a participação do Estado no maior festival gastronômico do mundo era dar a oportunidade para quem não pôde ir ao evento internacional de assistir, ao vivo e gratuitamente, às mesmas apresentações feitas na Espanha pelos chefs mineiros, que foram selecionados pela própria direção do Madrid Fusión. Foi feita uma pesquisa que constatou que 22% dos turistas, quando perguntados sobre a primeira coisa de que se lembram quando pensam em Minas, mencionam a gastronomia. Somos os maiores produtores do Brasil não só de café e de leite, mas também de diversos produtos agrícolas e com muita qualidade.

Acreditamos que os municípios devem mapear as necessidades de capacitação, estruturar seus pontos turísticos mais interessantes, organizar a venda de suvenires, além de incentivar seus comerciantes a customizarem seus estabelecimentos. A elaboração de um Guia do Torcedor especial para a Copa, contemplando os eventos já bem-sucedidos em Minas, também vai ser de grande utilidade, como foi o Guia do Torcedor distribuído na Copa das Confederações.


DM - A hospitalidade mineira é uma marca nacional. Para que os turistas se sintam bem-vindos a Minas Gerais, quais investimentos voltados para a diversificação de oferta de serviços e produtos turísticos foram feitos?

TL -
Foram feitos os seguintes:

• Sinalização Turística no âmbito do Evento Copa do Mundo FIFA 2014

Convênio celebrado com o MTUR em dezembro de 2012 que prevê:

1. Implantação de Sinalização Tur. Rodoviária nos municípios da Rota Lund, Cordisburgo, Lagoa Santa, Pedro Leopoldo e Sete Lagoas, além dos municípios de Brumadinho, Congonhas, Ouro Branco, Ouro Preto, Santana do Riacho, São João del Rei e Tiradentes;

2. Elaboração de Projeto Executivo para sinalização urbana para os destinos históricos no âmbito da Copa do Mundo FIFA, Congonhas, Ouro Branco, Ouro Preto, São João del-Rei e Tiradentes.


• Adequação dos Centros de Atendimento ao Turista da Rota das Grutas de Lund

Mais um convênio celebrado em dezembro de 2012 com o MTUR que prevê "Aquisição de equipamentos eletrônicos e mobiliário, imprescindíveis para o funcionamento dos Centros de Atendimento ao Turista e para o bom atendimento".

• Readequação do Edifício Tancredo Neves para abrigar o CAT Rainha da Sucata
As obras serão executadas com recurso do Circuito Cultural da Praça da Liberdade e Secretaria de Estado de Cultura para o funcionamento de um Centro de Atendimento. A SETUR/MG auxiliará na gestão do atendimento ao turista promovendo treinamento para os atendentes e disponibilizando material informativo. Foram celebrados ainda convênios com a Embratur, que resultarão na produção de peças gráficas (trilíngues) e anúncios em mídia de bordo.


DM - Qual a expectativa para que esse visitante promova Minas Gerais pelo mundo e volte outras vezes?

TL -
A maior possível. Com certeza, o visitante voltará a seu País e/ou Estado de origem com vontade de voltar. Nosso cardápio inclui uma gastronomia de reconhecimento internacional, uma ótima localização geográfica, belezas naturais, parques estaduais para a prática de esportes de aventura, temperatura amena, noite agitada dos nossos botecos, mais segurança em comparação às demais metrópoles, enfim, são critérios importantes na promoção de qualquer região.


DM - Minas Gerais já é considerado um dos destinos preferidos no Brasil para novos investimentos e para a realização de negócios internacionais. Você acredita que a Copa do Mundo viabilizará ainda mais o turismo de negócios no Estado?

TL -
Com certeza, a Copa é uma ótima oportunidade de negócios. O evento vai proporcionar uma maior publicização do nosso Estado. Nossa nova hotelaria e nossos espaços de convenção, incluindo os dos novos hotéis, receberão uma maior visibilidade.


DM - Com a reforma dos estádios mineiros e obras de mobilidade urbana, que estão por toda Belo Horizonte, vários empregos foram gerados. Quais benefícios um grande evento como esses pode deixar para Minas Gerais?

TL -
Além da infraestrutura esportiva moderna, as áreas de saúde e segurança vão ser bastante beneficiadas. Teremos agentes de saúde e policiais de várias forças de segurança mais capacitados. Também vamos ‘herdar' uma mão de obra melhor qualificada, com fluência em inglês e espanhol, por exemplo. Acreditamos ainda que o Mineirão vai se consolidar como um novo atrativo turístico da cidade, uma vez que está localizado na região do nosso mais famoso cartão-postal, a Lagoa da Pampulha, com obras de Oscar Niemeyer. Com a confirmação da Argentina e Chile em nossa cidade, vamos receber visita de vários turistas e imprensa latino-americanos. Será uma honra recebê-los na casa do futebol mineiro, o Mineirão. Certamente, essa exposição de Minas em países vizinhos vai alimentar nosso orgulho e valorizar nossa história de grandes feitos e lutas pela liberdade.


DM - Apaixonados por futebol, o público mineiro aprecia e valoriza os eventos relacionados a esse esporte. Você acredita que o torcedor mineiro tem um diferencial em relação aos torcedores de outros locais do Brasil? Qual seria esse diferencial?

TL -
O torcedor mineiro é um dos mais apaixonados por futebol neste País. A temporada 2013 foi histórica para nosso futebol porque o Atlético conquistou a Copa Libertadores da América e o Cruzeiro o Campeonato Brasileiro. Os dois clubes sempre foram muito importantes na carreira de grandes craques de relevância nacional e internacional, como Reinaldo e Tostão.


DM - A Copa das Confederações foi um teste para o Mundial de 2014. Quais as lições aprendidas com esse evento?

TL -
O balanço feito após a competição é positivo, pois como se tratava de evento teste, ajudou a avaliar a estrutura logística do estádio e da cidade, com bons resultados. O transporte público, por exemplo, contou com ônibus executivos e uma linha direta do aeroporto para o estádio (para quem tinha ingresso). Mais de 60 mil pessoas optaram por esse meio de transporte durante a Copa das Confederações. Também o Centro de Controle e Comando regional, que reuniu em uma central na Cidade Administrativa quase 30 órgãos de segurança e inteligência (PM, Pol. Civil, Pol. Federal, Exército, PRF, Pol. Rodoviária, etc.) foi de extrema importância para ações integradas durante a Copa, num cenário de protestos e de grande quantidade de torcedores no Mineirão.

O estádio também passou nos testes, o que comprova a evolução que teve desde a reabertura, em fevereiro. Foi, inclusive, bastante elogiado pelo COL e pela FIFA. A esplanada externa foi uma das grandes novidades, proporcionando um ambiente seguro e de confraternização entre os torcedores. O número de voluntários em BH (cerca de 1.000) não sofreu desistências significativas ao longo da competição e este é outro ponto a ser destacado. A rede hoteleira operou com um percentual médio de 75% de ocupação. Para a Copa do Mundo, a expectativa é de que o plano de mobilidade seja muito beneficiado com a inauguração do BRT (com capacidade para transportar cerca de 800 mil passageiros/dia), a ampliação do aeroporto de Confins (dos atuais 10 milhões de passageiros/ano para 15 milhões/ano), a inauguração de novos hotéis, a capacitação de profissionais em várias áreas e a elaboração de um calendário cultural para atender ao público local e visitante.


Estagiária: Júlia Savassi

Enviar link

Outras entrevistas