Cultura

Manifestações Culturais Tradicionais

Senac
  • Logo Senac Minas
  • Hotel Grogotó
  •  

12. Festas juninas em BH

Tudo leva a crer que o antigo Curral del-Rei já realizasse belas festas juninas. Abílio Barreto, em seu memorável livro sobre a história de Belo Horizonte, cita festas populares em homenagem aos santos juninos sem deixar, entretanto, um relato pormenorizado delas. Mas o português, músico e arquiteto, Alfredo Camarate, descreve, em um artigo publicado no "Minas Gerais", em 22 de agosto de 1894, quando a cidade estava começando a ser construída, uma festa típica junina com foguetes, fogueiras, dançantes em redor, levantamento do mastro, fogos de artifício e até com a presença de uma banda vinda de Contagem.

No seu livro "Verdades Históricas e Pré-Históricas de Belo Horizonte/Curral del-Rei", Raul Tassini tem um capítulo muito interessante, em que descreve uma "contradança". Numa linguagem sisuda, Tassini conta que "essas diversões punham em polvorosa a vida pacata do arraial. Senhores e senhoras respeitáveis deixavam suas casas, muitos deles transfigurados para a contradança. Vestiam-se de velhos uns, de velhas outras, a fim de mais à vontade se distraírem. Esses velhotes e essas velhotas, simulados, metidos em meio às moças e rapazes, alegravam, por horas seguidas, o monótono arraial."


A descrição de Tassino não deixa margens à dúvida. Era uma quadrilha que se dançava. E ele dá até o nome do marcador, Mestre João Rosa, nascido em Japão de Oliveira, morador de Venda Nova.


Outro documento que não deixa dúvidas sobre a existência das festas juninas está na revista Social Trabalhista, edição comemorativa dos 50 anos de Belo Horizonte, que descreve uma festa junina de 1900, quando a cidade tinha três anos de idade.


A descrição mostra como as pessoas se juntavam para ver quem conseguia subir ao topo de pau-de-sebo, para tirar de lá o prêmio de uma nota de mil réis.


Descreve também as fogueiras, o terço rezado, o levantamento do mastro, os fogos de artifício, as danças, a banda de música e a coreografia em redor da fogueira.

Enviar link