Minas Gerais

História

Senac
  • Logo Senac Minas
  • Hotel Grogotó
  •  

Chico Rei

Trajetória de vida
"A memória popular conta lendas que, pelo simbolismo que encerram, são de interesse geral e revelam nas lacunas e entrelinhas as tensões causadas pela escravidão negra na Província das Minas e no Brasil. Em todas essas lendas uma figura se destaca: Chico Rei.” (Lázaro Francisco da Silva).


Sem documentação que comprove a história de Chico Rei, ela foi sendo contada por gerações e gerações. Com uma história que cativa as pessoas, Chico Rei já foi tema de romances, filme e enredo de escola de samba.  


A lenda nos conta que Galanga, rei do Congo, na África, foi aprisionado com a família e chegou ao Brasil apenas com um filho. Os outros não conseguiram resistir à travessia do Atlântico em um navio negreiro. Ao chegar à colônia portuguesa, chamada Brasil, foi vendido em um mercado de escravos como parte de um lote de escravos para um minerador chamado Major Augusto, dono de uma das maiores minas de
Vila Rica. Galanga foi batizado com nome cristão: Francisco. Daí, o codinome de Chico Rei.


Na Capitania das Minas, começa a trabalhar pesado na mineração do ouro. Em alguns dias, era permitido aos escravos minerarem para eles próprios. Dessa atividade, Chico Rei conseguiu acumular uma boa quantia de ouro. Dizem até que teria achado uma grande pepita de ouro. Essa era a oportunidade ansiada por todos os escravos – a carta de alforria. Esse ouro proporcionou-lhe a alforria e a do filho. Mas, as duas alforrias não bastavam. Chico queria o máximo de negros livres. E, assim, ele e o filho continuaram a trabalhar e foram alforriando muitos negros de diferentes tribos. Depois, adquiriram a Mina da Encardideira. Seu antigo dono, no final da vida, lhe fez a proposta de venda da Encardideira, considerada uma mina decadente. Mas, Chico e seus companheiros conseguiram colocá-laem atividade. Assim, Chico Rei torna-se livre e o único negro dono de uma mina de ouro.


Dos negros e mulatos ganhou um grande respeito. Diz-se que este fato foi o motivador da proibição das alforrias em Minas Gerais.


Uma igreja, uma irmandade que reunisse todos eles passou a ser, então, o desejo de Chico Rei. Assim, teria dado início à construção da Igreja de Santa Ifigênia, onde todos se empenharam com grande força de vontade. Conta-se que as negras que conseguiam ouro em pó, o escondiam nos cabelos e debaixo das unhas, e, na igreja, lavavam-nos, recolhendo-o novamente em uma pia. Era a contribuição para a construção do templo. Era a maneira de realizar seu sonho, o de ter sua gente novamente reunida

 


Romance

Chico Rei

Autor: Agripa de Vasconcelos

 


Filme
Chico Rei

Direção Walter Lima Junior. 1985

 


Samba Enredo

Chico Rei
Compositores, Geraldo Babão, Djalma Sabiá, Binha. Escola de Samba Acadêmicos do Salgueiro. 1964

 

 

Enviar link