Minas Gerais

Geografia

Senac
  • Logo Senac Minas
  •  
  • Hotel Grogotó

Relevo

© Edison Vilela Relevo de Minas Gerais - Edison Vilela Relevo de Minas Gerais

O território de Minas Gerais é constituído de uma grande proporção de terras altas, a que acompanham planaltos e chapadas. Em decorrência, surge um relevo bastante acidentado, com a predominância de significativas elevações.


Do centro para o norte, destaca-se o maciço do Espinhaço com importantes serras como as do Curral, da Piedade, do Caraça, do Itacolomi, de Ouro Branco, do Itabirito, do Mascate, da Moeda e a do Rola Moça, todas na região denominada Quadrilátero Ferrífero. Mais ao norte, ainda no mesmo Maciço, destacam-se as serras do Cipó e do Itambé. Convém lembrar que o Maciço do Espinhaço termina na Bahia, com o nome de Chapada Diamantina.


Em direção ao sul do Estado, encontra-se o Campo das Vertentes, onde se destacam as serras do Lenheiro e de São José.


Fazendo divisa natural entre Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro, está a imponente serra da Mantiqueira, memória viva da colonização mineira, através da Estrada Real. Numa de suas importantes ramificações, está o Parque Nacional do Itatiaia, na divisa com o Rio de Janeiro, onde se sobressai o pico das Agulhas Negras, com seus 2.787 metros de altitude. Na divisa entre os três estados, estão o pico da Gomeira, com 2.068 m, e o dos Três Estados, com 2.665 m. Na divisa com São Paulo, está o pico Pedra do Selado com altitude de 2.082 metros.


Localizada entre Minas Gerais e Espírito Santo, a serra do Caparaó é a mais alta do Estado. O destaque está para o surpreendente pico da Bandeira, com seus 2.890 metros de altitude, seguido pelo pico do Cristal, com 2.780 m, e pelo pico do Calçado, com 2.766 m. O pico da Bandeira é o terceiro mais alto do país, precedido apenas pelo pico da Neblina, com 3.014 m, e pelo pico 31 de Março, com 2.992 m, ambos na serra do Imerí, no Estado do Amazonas.


A sudoeste do Estado, ressalta-se a beleza da serra da Canastra. Preservando um dos mais ricos ecossistemas de Minas e a nascente do rio São Francisco, foi implantado ali o Parque Nacional da Serra da Canastra. Mais ao norte, a serra da Mata da Corda complementa o belo cenário proporcionado pela geografia regional.


Todas essas serras são importantes, tanto historicamente quanto no contexto econômico e turístico. Contudo, não se pode deixar de mencionar a chapada do Espigão Mestre, à noroeste, na divisa de Minas com Goiás, mesmo que ainda inexplorada turisticamente.

Enviar link

© Henry Yu São Roque de Minas - Parque Nacional da Serra da Canastra - Henry Yu Parque Nacional da Serra da Canastra
© Betho Feliciano Bom Repouso - Pico da Bandeira - altitude 1800 m - Betho Feliciano Pico da Bandeira - altitude 1800 m
© Marcelo Andrê São Roque de Minas - Parque Nacional Serra da Canastra - Marcelo Andrê Parque Nacional Serra da Canastra
© Marcelo Andrê São Roque de Minas - Campos da Serra da Canastra - Marcelo Andrê Campos da Serra da Canastra
© Marcelo Andrê Conceição do Mato Dentro - Parque Nacional da Serra do Cipó - Marcelo Andrê Parque Nacional da Serra do Cipó
© Alexandre C. Mota Carrancas - Alto da serra de Carrancas - Alexandre C. Mota Alto da serra de Carrancas
© Danielli Vargas Caeté - Serra da Piedade - Danielli Vargas Serra da Piedade