Minas Gerais

Meio Ambiente

Senac
  • Logo Senac Minas
  • Hotel Grogotó
  •  

Recursos Naturais Renováveis

© FZB/Fred Dornas Belo Horizonte - Fund. Zoo-Botânica de B. Hte - FZB/Fred Dornas Fund. Zoo-Botânica de B. Hte

Recursos naturais renováveis são aqueles que podem ser utilizados pelo homem e ser recompostos pela natureza (ex.: árvores, animais) ou, ainda, que já existem à disposição sem que seja necessária sua reposição (ex.: energia solar, ventos, água). Recentemente, a ação provocada pela intervenção do homem tem comprometido drasticamente alguns recursos antes considerados renováveis.


Isso decorre da exploração dos recursos num ritmo mais rápido do que eles são capazes de se renovar. Alguns recursos naturais renováveis, como as águas doces próprias para consumo humano, podem ter sua capacidade de reposição afetada por alterações externas, por exemplo, pela poluição das fontes naturais de abastecimento, tornando a água potável um produto cada vez mais complexo e difícil para ser utilizado.


Quanto às atividades de reflorestamento, o Estado de Minas Gerais possui a maior área reflorestada do País, detendo 2 milhões de hectares em florestas homogêneas, o que equivale a 30% do total. Considerando-se isoladamente o plantio de eucalipto, sua participação chega a 50%.


A atividade de reflorestamento é de significativa importância econômica em Minas Gerais, seja como fonte energética, seja como matéria-prima para vários segmentos industriais. Boa parte dos plantios destina-se à siderurgia a carvão vegetal, embora outros setores também utilizem essa mesma fonte.


Outros segmentos que vêm se desenvolvendo a partir das florestas homogêneas são os de celulose, madeira aglomerada, metanol via hidrólise ácida da madeira, resinagem de pinus para a fabricação de breu e terebintina, e extração de óleos essenciais.


Recursos hídricos
É grande o potencial hídrico de Minas Gerais. Aproximadamente 4.586 km² dos cerca de 55.457 km² das águas existentes no Brasil estão situados em solo mineiro, ou seja, 8,3% de rios e lagos naturais e artificiais. Esse manancial constitui 16 bacias fluviais com vazão total de 6.290 m³/s, duas das quais (São Francisco e Paraná) banham quase 67% do território mineiro, com mais de 10 mil cursos d'água.


É importante ressaltar que a bacia hidrográfica do Paraná formada em Minas Gerais, pelo rio Grande e rio Paranaíba. É a segunda maior do mundo em volume de água. Integram esses recursos os lagos formados pelas grandes barragens da Cemig, e de Furnas dentre as quais Três Marias, Nova Ponte, São Simão e Furnas que entre outras oferecem inúmeras oportunidades econômicas e turísticas para o Estado de Minas Gerais. São também responsáveis pelo abastecimento de energia elétrica em quase todas totalidades das localidades mineiras com destaques para a região metropolitana de Belo Horizonte, além de grandes centros urbanos e centros industriais de elevada importância para o Estado de Minas Gerais.


Enviar link