Destinos

Divinópolis

Apresentação

  • Divinópolis - Pontilhão sobre o rio Pará - Humberto Teixeira
  • Divinópolis - Detalhe da Catedral do Divino Espírito Santo - Humberto Teixeira
  • Divinópolis - Pontilhão sobre o rio Pará - Humberto Teixeira
  • Divinópolis - Pontilhão sobre o rio Pará - Humberto Teixeira
  • Divinópolis - Interior da Catedral do Divino Espírito Santo - Humberto Teixeira
  • Divinópolis - Forra da Catedral do Divino Espírito Santo - Humberto Teixeira
  • Divinópolis - Dom Cristiano de Araújo Pena - Humberto Teixeira
  • Divinópolis - Vitral da Catedral - Humberto Teixeira
  • Divinópolis - Vitral da Catedral - Humberto Teixeira
  • Divinópolis - Praça da Catedral - Humberto Teixeira
  • Divinópolis - Interior do Santuário de Santo Antônio - Humberto Teixeira
  • Divinópolis - Teatro Municipal Usina Gravatá - Humberto Teixeira
  • Divinópolis - Locomotiva - Humberto Teixeira
  • Divinópolis - Locomotiva - Humberto Teixeira
  • Divinópolis - Catedral do Divino Espírito Santo - Bruno Ventura
  • Divinópolis - Ponte sobre o rio Itapecerica - Bruno Ventura
  • Divinópolis - Praça do Santuário - Bruno Ventura
  • Divinópolis - Praça Benedito Valadares - Bruno Ventura
  • Divinópolis - Rio Itapecerica - Bruno Ventura
  • Divinópolis - Rio Itapecerica - Bruno Ventura
  • Divinópolis - Rio Itapecerica - Bruno Ventura
  • Divinópolis - Santuário de Santo Antônio - Bruno Ventura
  • Divinópolis - Teatro Municipal Usina Gravatá - Bruno Ventura
  • Divinópolis - Vista parcial de Divinópolis - Bruno Ventura

"Adélia é lírica, bíblica, existencial, faz poesia como faz bom tempo: esta é a lei, não dos homens, mas de Deus. Adélia é fogo, fogo de Deus em Divinópolis."  Carlos Drummond de Andrade



Principal cidade da região Centro-Oeste de Minas Gerais, conhecida nacionalmente como polo da indústria de moda e confecção, Divinópolis foi considerada, por estudo da Fundação João Pinheiro, como uma das dez melhores cidades de Minas para investimentos e, conforme publicado pela revista Exame, entre as cem melhores do país. Não podemos esquecer que duas importantíssimas personalidades da cultura mineira nasceram em Divinópolis - Helvécio Ratton e Adélia Prado


No século 18, o local era conhecido como o sertão do Espírito Santo do Itapecerica. No ano de 1770, mais precisamente no dia 24 de março, o sertanista Manoel Fernandes Teixeira doou suas terras para a capela do Divino Espírito Santo e São Francisco de Paula, já que iria se mudar para a cidade de Mariana. Com o tempo, o arraial começou a ser formado, a princípio, por famílias que vinham da vila de Pitangui; por isso, ficou subordinado às autoridades da vila.

 


A capela do Espírito Santo foi oficializada somente nos últimos anos do século 17, segundo pesquisa realizada pelo vigário Frei Brás, publicado no livro de Pedro Gontijo, História de Divinópolis.

 


Em 1790, foi criada a vila do Tamanduá, atual Itapecerica, o que fortaleceu a discussão se o arraial deveria pertencer a Pitangui ou a Tamanduá, em razão da proximidade das terras. O alferes Bento Joaquim Garcez de Almeida Grant foi designado para definir as divisas. Em reunião, Pitangui apresentou documentos que provariam a dependência dos moradores do sertão do Espírito Santo do Itapecerica com a vila. O arraial permaneceu com as autoridades de Pitangui até meados do século 19, quando o distrito foi transferido para o de Tamanduá.

 


Em 30 de abril de 1890, foi inaugurada a estação de Henrique Galvão (estrada de ferro Oeste de Minas); já a ligação ferroviária com Belo Horizonte só foi concluída em 1910. Um movimento para a criação do município foi liderado por Pedro X Gontijo, e a campanha saiu vitoriosa, uma vez que a Lei nº 556, de 30 de agosto de 1911, criou o município com a denominação de Henrique Galvão, e constituído do distrito do mesmo nome, desmembrado do de Itapecerica. A pedido da Câmara Municipal, foi criada a Lei nº 590, de 3 de setembro de 1912, que deu à vila o nome atual Divinópolis. Em 1915, a Lei n° 663, de 18 de setembro, elevou Divinópolis à categoria de cidade.

 


O sistema ferroviário influenciou no desenvolvimento das indústrias siderúrgicas, de metalurgia e aciaria, além da de confecção.


Enviar link

Região Turística
Centro-Oeste
  • Prefeitura
  • rua Pernambuco, 60
    Centro
    CEP 35500-008
    37 
    3229-6500

     


    Site Oficial

     


    Prefeito
    Vladimir de Faria Azevedo
    Vice-Prefeito
    Rodrigo Pinto Rezende Costa

  • Cidades próximas:
  • Arcos
  • Carmo do Cajuru
  • Cláudio
  • Formiga
  • Itapecerica
  • Itaúna
  • Moema
  • Oliveira
  • Oliveira
  • Pedra do Indaiá
  • Pitangui
  • Rio Manso
  • Santo Antônio do Monte