Destinos

Ervália

Apresentação

  • Ervália - Cachoeira da Milita - Joana D'arc Rezende Faria
  • Ervália - Cachoeira da Grama - Joana D'arc Rezende Faria
  • Ervália - Cachoeira da Milita - Joana D'arc Rezende Faria
  • Ervália - Cachoeira da Ressaca - Joana D'arc Rezende Faria
  • Ervália - Cachoeira da Usina - Joana D'arc Rezende Faria
  • Ervália - Cachoeira do Bagaço - Joana D'arc Rezende Faria
  • Ervália - Cahoeira do Brazinho - Joana D'arc Rezende Faria
  • Ervália - Cachoeira do Careço - Joana D'arc Rezende Faria
  • Ervália - Cachoeira dos Macados - Joana D'arc Rezende Faria
  • Ervália - Cachoeira dos Machados - Joana D'arc Rezende Faria
  • Ervália - Cachoeira do Tombo - Joana D'arc Rezende Faria
  • Ervália - Cachoeira dos Godinhos - Joana D'arc Rezende Faria
  • Ervália - Cachoeira dos Godofredos - Joana D'arc Rezende Faria
  • Ervália - Campo da Ventania - Joana D'arc Rezende Faria
  • Ervália - Campo do Montanhês - Joana D'arc Rezende Faria
  • Ervália - Capela do Rosário - Joana D'arc Rezende Faria
  • Ervália - Capela do Rosário - Joana D'arc Rezende Faria
  • Ervália - Capela Nossa Senhora Aparecida - Joana D'arc Rezende Faria
  • Ervália - Centro Cultural - Joana D'arc Rezende Faria
  • Ervália - Conjunto Paisagístico Santo Cristo - Joana D'arc Rezende Faria
  • Ervália - Estátua Monsenhor Rodolfo - Joana D'arc Rezende Faria
  • Ervália - Ginásio Poliestportivo - Joana D'arc Rezende Faria
  • Ervália - Igreja Matriz de São Sebastião - Joana D'arc Rezende Faria
  • Ervália - Igreja Matriz de São Sebastião - Joana D'arc Rezende Faria
  • Ervália - Lagoa da Usina - Joana D'arc Rezende Faria
  • Ervália - Monumento dos Anjos - Joana D'arc Rezende Faria
  • Ervália - Monumento dos Anjos - Joana D'arc Rezende Faria
  • Ervália - Monumento dos Anjos - Joana D'arc Rezende Faria
  • Ervália - Praça Getúlio Vargas - Joana D'arc Rezende Faria
  • Ervália - Pico do Cruzeiro - Joana D'arc Rezende Faria
  • Ervália - Tanque do Brazinho - Joana D'arc Rezende Faria
  • Ervália - Ervália - vista aérea da cidade - Joana D'arc Rezende Faria

Chamada por seus habitantes de “Garota da Serra” e “Cidade do Café”, Ervália está situada na Zona da Mata entre as cidades que envolvem o Parque Estadual da Serra do Brigadeiro – uma das maiores reservas de Mata Atlântica –, que foi incluído no Projeto Reserva da Biosfera da ONU, ao lado dos parques nacionais do Caparaó e da Serra dos Órgãos e do Parque Estadual do Rio Doce.

 


O Pico do Cajuru, em São Francisco das Chagas (Careço), a 20 quilômetros do município, e o Pico do Cruzeiro, no povoado de Dom Viçoso (Grama), no entorno do Parque Estadual Serra do Brigadeiro, a 26 quilômetros da cidade, estão entre as principais atrações e promovem o belo visual em torno de Ervália.

 


A descoberta do ouro em Minas Gerais aconteceu em finais do século 17. Por volta de 1693, o bandeirante Antônio Rodrigues Arzão explorou rios e ribeirões da região em busca do precioso metal, época em que a Coroa Portuguesa ainda não tinha ciência das ricas jazidas do solo mineiro. É desse período que tem origem a povoação que deu origem a Ervália.

 


Os índios puris, que ocupavam a Zona da Mata Mineira entre os rios Angu, Meia Pataca e Pomba, mais que a densa mata, foram o maior obstáculo para a ocupação territorial por serem considerados donos das terras do ouro e muito bravos quando incomodados. As áreas tomadas pelos puris formam as atuais cidades de Viçosa, Coimbra, Ervália, São Geraldo, Visconde do Rio Branco, Ubá, Tocantins, Rio Pomba, Guarani, Guidoval, Astolfo Dutra, Dona Eusébia, Cataguases, Miraí, Muriaé, Patrocínio do Muriaé e Leopoldina. Esses primeiros habitantes eram chamados pelos portugueses de “arrepiados”.

 


À freguesia dos Arrepiados, hoje, cidade de Araponga, pertencia o povoado de Capela Nova – primeiro nome dado ao município de Ervália –, que posteriormente foi chamado de São Sebastião dos Aflitos. A região também era conhecida como “Turvão”, por referência ao sertão do rio Turvo e do ribeirão Turvão, que envolvem o local. São Sebastião do Aflitos se tornou distrito no ano de 1839.

 


Em 1886, período em que pertencia a Viçosa, a denominação foi modificada para São Sebastião do Erval, que, de acordo com alguns historiadores, o nome seria uma homenagem ao gaúcho Marquês de Herval – militar e político brasileiro. Porém a razão da escolha do nome permanece sem confirmação, pois o título já estava sendo adotado enquanto o marquês ainda era vivo e atuante no cenário político nacional, como senador do império, pela província do Rio Grande do Sul.

 


A confirmação da criação do distrito de São Sebastião do Erval acontece em 1891. Vinte e quatro anos depois, em 1923, o nome foi simplificado para Erval. O distrito foi desmembrado de Viçosa em 1938 e somente em 1943 acontece a modificação para o atual nome: Ervália.

 


A principal atividade econômica da cidade é a agropecuária, com destaque para o cultivo do café, milho, feijão, cana-de-açúcar, a criação de gado leiteiro e de corte.

 

 

Enviar link

Região Turística
Zona da Mata
  • Prefeitura
  • praça Arthur Bernardes, 1
    32  3554-1124
    CEP 36555-000


    Prefeito
    Nauto Euzébio da Silva
    Vice-prefeito
    Alex Ruela de Almeida

  • Cidades próximas:
  • Muriaé
  • Ponte Nova
  • Ubá
  • Viçosa
  • Visconde do Rio Branco