Destinos

Coromandel

Apresentação

  • Coromandel - Vista aérea da Igreja de Santana - Acervo/Prefeitura de Coromandel
  • Coromandel - Lavoura de trigo - Marcelo Andrê
  • Coromandel - Igreja Matriz de Sant'Ana - Acervo/Prefeitura de Coromandel
  • Coromandel - Vista aérea da Igreja de Santana - Acervo/Prefeitura de Coromandel
  • Coromandel - Prefeitura de Coromandel - Acervo/Prefeitura de Coromandel
  • Coromandel - Praça Abel Ferreira - Acervo/Prefeitura de Coromandel
  • Coromandel - Poço Verde - Acervo/Prefeitura de Coromandel
  • Coromandel - Igreja de São Sebastião - Acervo/Prefeitura de Coromandel

"Meu poço verde velho amigo do passado
Vim rever-te emocionado
Um antigo menestrel
Que pela vida vem cantando tão contente
Mas que chora intimamente
Ao falar Coromandel
."
                                  Goiá



Pedras de carbono puro produzidas pelo seio da terra de Coromandel marcaram profundamente sua história. No dia 13 de agosto de 1938, dois garimpeiros, Joaquim Venâncio Tiago e Manuel Domingues, encontram, no Rio Santo Antônio do Bonito, o maior diamante do Brasil, o Getúlio Vargas, com 726 quilates. Esse era, então, o quarto maior diamante do mundo; hoje, está classificado como o 7º maior.


A extração de diamantes, a mais antiga ocupação econômica do município, ainda é uma atividade importante, mas tem causado graves problemas ambientais no município. Quinze dos vinte maiores diamantes brasileiros foram encontrados em Coromandel. Além dos diamantes, o município possui jazidas de calcário, fosfato natural e argila tipo cerâmica.


O município possui bons atrativos - a Casa da Cultura, considerada a melhor e mais bem equipada da região, que tem como objetivo preservar e divulgar a cultura e a história de Coromandel. Todos também se encantam com o Poço Verde, declarado Monumento Natural e Paisagístico, em 1988, que possui formato de cratera, com grande profundidade e águas verdes. A Matriz de Santana, restaurada na primeira década do século 21, é o grande marco histórico da cidade. Além desses atrativos, muitas cachoeiras proporcionam a prática de turismo de aventura e ecoturismo.


Coromandel possui eventos famosos em toda a região do Alto Paranaíba: o Coró Folia agita o período do carnaval; a Expô Coró, uma das mais famosas e tradicionais feiras de agropecuária do interior de Minas Gerais, que proporciona mostra de produtos e serviços, grandes negócios, momentos de descontração, troca de experiências, aperfeiçoamento profissional, shows com artistas consagrados e sobretudo interação com os coromandelenses e os visitantes.


Dois nomes merecem destaque na área cultural - o clarinetista e compositor Abel Ferreira, com composições conhecidas internacionalmente e o famoso cantor sertanejo Goiá - Gerson Coutinho da Silva, que escreveu estes versos:


"Oh, Coromandelenses! Distribuo aos companheiros
As grandes emoções do mais feliz dos brasileiros,
Nas horas de venturas que me deram a granel,
Minha alegria não se apaga ou perde o brilho,
pois tenho o privilégio e a honra de ser filho
Da nossa gentil e inesquecível, Coromandel
."


Vários cantores famosos já gravaram músicas de Goiá. Uma das músicas mais conhecidas é Saudade de Minha Terra.


Coromandel é terra de jornalistas de destaque, Teresa Cruvinel, Teresa Goulart, Álvaro Pereira e Valderez Caetano.


Na área agrícola, os destaques são para a soja, com 38 mil hectares, e para a cafeicultura, com 8 mil hectares de área plantada. Os 100.300 milhões de litros de leite fornecem matéria-prima para indústrias de laticínio e para a fabricação de excelentes queijos - Queijos Minas Artesanais do Cerrado.


Na década de 1970, famílias de gaúchos, paranaenses e paulistas chegaram ao município em busca de terras baratas e produtivas e com os incentivos dados pelo governo federal para a exploração do cerrado.


Sobre o nome Coromandel, existe a tradição de que o arraial teve início com aventureiros portugueses que teriam vindo da Costa Oriental da Índia, denominada ‘‘Costa de Coromandel'', atraídos pelas minas de diamantes, em princípios do século 19. A única dúvida mantida por alguns se baseia no fato de haver, numa escritura de doação de patrimônio para a Paróquia, em dezembro de 1823, a palavra ‘‘Carabandela'', o que pode ter ocorrido por um erro de grafia.


História
1824 - Já havia registro do arraial de Santana do Pouso Alegre, também chamado de Carabandela, possuindo até uma ponte de madeira sobre o córrego. O local servia de retiro de descanso e pernoite para os viajantes que circulavam entre Paracatu, a província de Goiás e o leste do Brasil.

1844 - O Censo registra 434 fogos (casas) no distrito.

1870 - Criação do distrito de Coromandel, vinculado à Vila de Paracatu.

1882 - Elevação à categoria de vila, com a denominação de Coromandel.

1891 - A vila de Coromandel é extinta, sendo seu território anexado ao município de Patrocínio, como distrito.

1923 - Elevação à categoria de município, desmembrado de Patrocínio.

1924 - Instalação do município.

1925 - Osório de Morais é nomeado o primeiro prefeito de município.

1932 - Conclusão da construção do Grupo Escolar de Coromandel.

1948 - O distrito de Abadia dos Dourados é desmembrado de Coromandel.

1958 - Inauguração do Ginásio Municipal de Coromandel. (?)

1959 - Inauguração do Cine União.

1963 - Inauguração da Escola de Comércio.

1964 - Hidrelétrica Coromandel-Abadia entra em funcionamento.

1966 - Início das atividades da primeira escola - Escola Estadual Joaquim Botelho.

1967 - Construção da primeira torre de TV.

1980 - Inauguração da primeira emissora de rádio da cidade - Rádio Diamante de Coromandel.

1993 - Rede Gerais FM de Comunicação entra em funcionamento.

1996 - Abertura da Casa de Cultura.





Enviar link

Região Turística
Alto Paranaíba
  • Prefeitura
  • rua Artur Bernardes, nº 170 - Centro
    38550-000


    Site Oficial



    Prefeito
    Osmar Martins Borges
    Vice-Prefeito
    Carlos Henrique Sucupira

  • Cidades próximas:
  • Abadia dos Dourados
  • Douradoquara
  • Guarda-Mor
  • Lagamar
  • Monte Carmelo
  • Patrocínio
  • Romaria