Destinos

Barbacena

Fazenda do Registro Velho

"Aprecia-se de Registro Velho um panorama agradabilíssimo. Sobre uma elevação está a casa de moradia; bem perto vê-se uma capela, e ao pé da colina, corre o Rio das Mortes, em cuja margem se construiu uma venda. Por todos os lados veem-se campos de milho entremeados de pastos e moitas de arvoredo; por aqui e ali dispersam-se choupanas e algumas casas melhores, e esse painel continuamente se anima pela passagem de caravanas. [...] Haviam-me falado do proprietário de Registro Velho, o padre Manuel Rodrigues da Costa, como de um agricultor notável; e, de volta da minha viagem, fui visitá-lo."
(Viagem pelas Províncias do Rio de Janeiro e de Minas Gerais - Auguste De Saint-Hilaire)



A Fazenda Registro Velho, como o próprio nome sugere, era utilizada como ponto de parada na Estrada Real para o registro do ouro que saía de Minas Gerais em direção ao Rio de Janeiro.


Era propriedade do padre Manuel Rodrigues da Costa, um dos integrantes do movimento da Inconfidência Mineira.


Fazia parte da estrutura da fazenda a Capela de Nossa Senhora do Pilar.


Hoje, conservou-se pouco da Fazenda Registro Velho, mas ela se constitui como importante atrativo histórico mineiro e pode ser vista durante as caminhadas do percurso da Estrada Real.



Fontes
Viagem pelas Províncias do Rio de Janeiro e de Minas Gerais - Auguste De Saint-Hilaire


Município de Antônio Carlos, MG: uma análise do cultivo de eucalipto - Carlos Eduardo Giovani Fonseca (monografia da UFV, 2010)

Site da Estrada Real.



 

Enviar link