Destinos

Tiradentes

Capela de Nossa Senhora das Mercês

  • Tiradentes - Andor de N.S das Mercês - Maria Lucia Dornas
  • Tiradentes - Det. forro Ig. N. S. das Mercês - Maria Lucia Dornas

Histórico
 A irmandade dos negros da Vila de São José del-Rei escolheu para orago  de seu templo a Senhora protetora dos cativos – Nossa Senhora das Mercês. A Ordem Real e Militar de Nossa Senhora das Mercês da Redenção dos Cativos foi fundada por São Pedro Nolasco e São Raimundo Penaforte, na Espanha, com a intenção de libertar os cativos na época em que a Península Ibérica estava dominada em grande parte pelos mouros.


No Brasil o culto se difundiu principalmente entre os pardos. Em Minas Gerais tornou-se extremamente popular. Em praticamente todas as vilas mineiras existiram irmandades de Nossa Senhora das Mercês.


Ornamentação
O ponto alto da ornamentação da igreja está nas pinturas do forro da nave e da capela -mor, em caixotão, que retratam cenas de Maria e frases em latim. As pinturas foram executadas por Manuel Victor de Jesus, de 1793 a 1828.
O altar-mor é de uma delicada talha rococó. No trono, uma admirável imagem de Nossa Senhora das Mercês, originária do século 18.  Nos nichos laterais, os dois grandes santos da ordem mercedária: São Pedro Nolasco e São Raimundo Nonato.


A capela de Nossa Senhora das Mercês é tombada pelo IPHAN
Registrada no livro de Belas Artes
Inscrição: 475   Data: 27 de janeiro de 1964.

Enviar link