Turismo

Estrada Real

Senac
  • Logo Senac Minas
  •  
  • Hotel Grogotó

Ecoturismo na Estrada Real - (Ex500)

Expedição dos 500 anos - Ecoturismo na Estrada Real


Trecho de Passa Quatro a Ouro Preto - Parte do Caminho Velho / MG.

Informamos às pessoas que conosco contribuíram, às secretarias, órgãos públicos, autarquias, entidades, prefeituras, ONG's, e iniciativas privadas; que encerramos a jornada iniciada no dia 11/04/2000 no Caminho Velho da Estrada Real, nesta data, quando entregamos nossas bandeiras do Brasil e do Estado de Minas Gerais ao Governador Itamar Franco, em solenidade na praça Tiradentes de Ouro Preto.


Visando gerar resultados que contribuam com a estruturação do turismo receptivo em nosso Estado, realizamos levantamentos e mobilizações junto às comunidades visitadas. Nossa intenção é colaborar com a iniciativa do governo em transformar este itinerário da Estrada Real em um corredor turístico de ligação aos vários circuitos por onde passamos. Após uma análise conjunta revelaremos um panorama que poderá fomentar projetos, diagnósticos, aspectos positivos e críticos que inspirem ações e implemente o mapa de desenvolvimento sustentável ao setor.


Por considerar os benefícios acarretados pelo crescente mercado ecoturístico internacional, profissionais de formações multidisciplinares uniram-se de forma ideológica e voluntária visando contribuir para geração de empregos e para a preservação de valores culturais e ambientais no trecho percorrido.


Através de pesquisa aplicada por expedicionários e pessoas das próprias comunidades, e ainda contando com decisivo apoio da Secretaria de Agricultura através das regionais da EMATER, pretendemos alcançar significativo percentual da população habitante no entorno da rota percorrida.


Um documentário em vídeo foi realizado pela TV-PUC Rio de Janeiro, registrando os aspectos culturais, históricos, acervo arquitetônico e atrativos diversos. Brevemente será lançado no mercado.


Centenas de fotos e slides tirados com apoio do Instituto Estrada Real poderão ser utilizados em folheterias e exposições que promoverão nosso Estado.


Os relatórios produzidos pelos expedicionários registram as mais variadas percepções vindo a gerar matéria prima que documenta a expedição e inspira novos viajantes/ aventureiros.


Destaca-se aqui a pesquisa feita sobre medicina alternativa. Uso de ervas, chás, hidroterapia, energias diversas curativas foram levantadas de acordo com práticas e tradições das populações visitadas.


Coletas de sementes nativas dos biomas que passamos deram início a um projeto de reciclagem de lixo urbano para produção de compostagem orgânica, produzindo mudas que serão distribuídas com intuito educativo quanto à destinação de lixo e preservação das matas.


Criamos uma Trilha Parque em rota que une São João Del Rei - Tiradentes - Prados, em consonância com o projeto Mudas Brasil da SEMAD. Plantando a cada quinhentos metros uma muda de pau brasil ao longo do percurso e elegendo um padrinho que se encarregou de cuidá-la.


Desta forma, tornamos integrados estes destinos adornando este importante trecho da Trilha dos Inconfidentes. Neste mesmo dia o SEMAD plantou em diversas praças das cidades mineiras, mudas desta espécie que simboliza o resgate à independência nacional. Contamos com o IEF que muito nos apoiou, hospedando-nos no Parque Itacolomi, cedendo equipamentos e técnicos.


Um guia turístico completo deverá ser concluído em parceria com a SETUR, cujo secretário nos estimulava na construção deste trabalho desde quando ocupava a pasta do planejamento. O IGA elaborará um mapa com base nos pontos tirados pelos equipamentos GPS, ilustrando a planilha do guia que lançaremos em breve. O Instituto cedeu-nos equipamentos e técnicos para viabilizar esta intenção.


A Rádio Inconfidência acompanhou-nos diariamente contribuindo com entrevistas em sua programação, permitindo a conscientização e estímulo ao turismo.


A PRODEMGE marcou presença no projeto disponibilizando veículo de apoio, computador, endereço eletrônico para que visitassem e acompanhassem nossa expedição, o que se cumpriu com grande eficiência, registrando o diário que aqui publicamos.


A PBH disponibilizou uma equipe da regional Pampulha para a construção da pesquisa, cujo programa da PROPAM inspirou as atenções e cuidados com as bacia hidrográficas. A atitude da PBH (responsável pela acomodação de 80% da população de Minas que hoje mora na região metropolitana da capital) demonstra uma visão estratégica. Transcendendo a fronteira oficial, contribui em outra dimensão, ao incentivar a construção deste mercado, com assentamento do trabalhador em sua área de origem. A Belotur também tem consciência do lucro que a cidade fatura na medida em que o turista realiza excursões iniciando-as geralmente por Belo Horizonte.


Queremos agradecer a todas as prefeituras e comunidades visitadas que participaram conosco ao longo dos quinhentos quilômetros pedalados e cavalgados. Igualmente aos hotéis, pousadas, quartel, fazendas que nos abrigaram. O nome de cada um será citado no guia que pretendemos editar


Também agradecemos a comunidade de Cruzília que nos cedeu os cavalos Mangalarga Marchador - raça originada naquela "Encruzilhada'" - acompanhados por equipe e equipamento de apoio à tropa. Tornou possível a jornada, demonstrando a condição deste raça na prática do turismo eqüestre.


Igualmente os Mangalarga de Carrancas cuja comunidade acompanhou-nos em alguns momentos apresentado as propriedades das mulas e burros Pêgas - originários do município visitado de Lagoa Dourada.


Nossa homenagem também à raça de cavalos Campolina, em cuja fazenda - berço da raça - em Entre Rios, ficamos hospedados e conhecemos alguns exemplares que somando-se às demais raças de cavalos e muares potencializam por excelência o mercado ecoturístico.


Ao SENAC MG que nos apoiou, cedendo técnico para nos acompanhar, assim como nos demais grupos que percorreram a Rota do Sertão e Caminho Novo, dispondo-se a ajudar na conclusão de projeto e disponibilizar seu programa de educação / capacitação na Estrada Real para qualificar o mercado e mão-de-obra local.


Agradecemos aos coordenadores dos circuitos percorridos esperando que com nossa passagem venhamos contribuir com o projeto da Estrada Real e que cada destino consolide-se também nossa amizade com aqueles que conhecemos.


Saudações e saudades,


Tullio Marques

Coordenador da Expedição 500 Anos - Ecoturismo na Estrada Real

 

 

Enviar link

© Henry Yu Santa Rita de Jacutinga - Camping selvagem - Henry Yu Camping selvagem
© Henry Yu Belo Horizonte - Galhos de árvores - Henry Yu Galhos de árvores
© Henry Yu Santa Rita de Jacutinga - Banho de cachoeira - Henry Yu Banho de cachoeira
© Henry Yu Pescador - Caminhada - Henry Yu Caminhada
© Henry Yu São Tomé das Letras - Escalada - Henry Yu Escalada
© Alexandre C. Mota São João del-Rei - Cavaleiro, com vista da cidade - Alexandre C. Mota Cavaleiro, com vista da cidade
© Alexandre C. Mota Carrancas - Alto da serra de Carrancas - Alexandre C. Mota Alto da serra de Carrancas
© Alexandre C. Mota Pouso Alto - Expedicionários na pastagem - Alexandre C. Mota Expedicionários na pastagem
© Alexandre C. Mota Pouso Alto - Bambuzal - Alexandre C. Mota Bambuzal
© Alexandre C. Mota Prados - Eucaliptos - Alexandre C. Mota Eucaliptos
© Alexandre C. Mota Queluzita - Chuva de luz em campina com cavalo - Alexandre C. Mota Chuva de luz em campina com cavalo
© Alexandre C. Mota Carrancas - Ciclista César na cachoeira - Alexandre C. Mota Ciclista César na cachoeira